Vazio, Lago do Industrial reflete temores de beltronenses

Por João Fruhauf Machado 20/03/2020 - 19:54 hs
Foto: João Fruhauf Machado

Vazio, Lago do Industrial reflete temores de beltronenses


Lago solitário- A imagem acima é do Parque Boa Vista, também conhecido como Lago do Industrial. Anoiteceu com pouco movimento nessa sexta-feira (20), muito diferente de dias normais, em que há crianças brincando, ciclistas, corredores, caminhantes, casais, em que basicamente, o local transpira movimento e alegria.


O melancólico e solitário fim de tarde se dá em razão das negativas notícias expostas hoje pela imprensa. Com estados de emergência em nível estadual e, agora, municipal, a proximidade de um inimigo invisível (novo coronavírus) assusta.


Preocupadas com a própria saúde e de seus entes queridos, as pessoas parecem começar a levar mais a sério as medidas e orientações das autoridades. Passam a ficar dentro de casa num horário que antes era de pico.


Proximidade e angústias- As notícias pareciam distantes, primeiro em outros continentes, depois em outros estados e municípios. Neste momento parecem mais palpáveis, reais.


A angústia, para piorar, não surge apenas em função da doença, embora este seja o motivo principal. Muitos cidadãos beltronenses, não têm perspectivas de ganhos financeiros para os próximos meses, outros temem perder seus empregos. Um cenário nebuloso que não sabemos quando e como irá terminar.


Uma velha frase de uma canção de Renato Russo me vem a cabeça: "tudo passa, tudo passará" e com isso não há de ser diferente. Vamos ter calma, paciência e, principalmente, vamos manter nossa saúde. Não podemos mudar aquilo que está fora de nosso controle, mas precisamos sim ter responsabilidade, cobrar e confiar nas autoridades. Façamos isso até que esse pesadelo passe.


Texto: João Fruhauf Machado/ professor/ mestre em Geografia pela Unioeste.